EXPEDIENTE

Sobre a Revista:

Objetivos e Escopo:

A Revista Cognitio Juris é uma publicação científica, sem fins lucrativos, que foi especialmente desenvolvida com o escopo de espargir e incentivar o conhecimento científico em todos os ramos das Ciências Jurídicas, além das Ciências Humanas, Sociais Aplicadas, Linguística, Letras, Artes e da Terra.

A essência da Cognitio Juris, enquanto publicação científica periódica, reside no objetivo primordial de reafirmar e intensificar o compromisso em fomentar a disseminação de conhecimento avançado e essencial. Adotando uma perspectiva tanto interdisciplinar quanto multidisciplinar, a Cognitio Juris se dedica a fornecer contribuições significativas para uma compreensão mais profunda das complexidades e desafios que permeiam nosso tempo, oferecendo insights críticos que são fundamentais para a solução de conflitos e para a promoção da harmonia social e melhoria na qualidade de vida individual e coletiva.

Por conseguinte, a Cognitio Juris possui o compromisso com a inovação e o desenvolvimento contínuo, esperando que a publicação sirva como uma fonte de enriquecimento intelectual e de construção e evolução do conhecimento, de maneira profunda e inspiradora.

Periodicidade da publicação:

A Revista Cognitio Juris é uma publicação científica, sem fins lucrativos, com periodicidade semestral. As publicações dos números da revista acontecem nos meses de junho e dezembro; entretanto, além disso, de maneira excepcional, se muitos artigos de alto nível forem aprovados para publicação na revista, poderá ser publicada edição especial, fora dos meses tradicionais.

Acesso e leitura do conteúdo da revista:

O acesso e leitura do conteúdo da Revista Cognitio Juris é inteiramente aberto e gratuito, o que significa que todo o conteúdo está disponível gratuitamente, sem custos para o usuário ou sua instituição. Não há nenhum período de embargo e não há necessidade de os usuários se registrarem para ler o conteúdo da revista. Os usuários estão autorizados livremente a ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou vincular os textos completos dos artigos; bem como rastreia-los para indexação, serem utilizados como dados para software ou usados para qualquer outro propósito legal, sem pedir permissão prévia ao editor ou ao autor, para tanto, deve ser dado o crédito apropriado, nos termos da licença CC BY-SA 4.0.

Submissão e publicação:

Como forma de permitir a continuidade e manutenção das publicações da revista Cognitio Juris, o(s) autore(s) de cada artigo publicado na revista deverá(ão) pagar uma taxa de publicação no valor de R$197,00, para colaborar com os custos da publicação e manutenção da revista.

Idioma(s) que serão aceitos os artigos:

A Revista compreende artigos escritos nos seguintes idiomas: Português, Espanhol, Inglês, Francês e Alemão, de todos os ramos das Ciências Jurídicas, além das Ciências Humanas, Sociais Aplicadas, Linguística, Letras, Artes e da Terra. São textos que primam pela apresentação de um estudo completo e didático dos assuntos abordados em cada matéria.

Membros do Conselho Científico e Editorial da Revista:

Os Juristas-Membros do Conselho Editorial da Revista Cognitio Juris foram judiciosamente selecionados, de acordo com a experiência profissional de cada um em suas respectivas áreas: são mestres, doutores, docentes de diversas universidades e profissionais de perfil equiparável, de forma que, essencialmente, cumprem os requisitos para engrandecer, com excelência, a produção científica.

Clique aqui para acessar a lista completa com os nomes de todos os membros do Conselho Científico e Editorial da Revista, incluindo afiliações institucionais de todos os membros.

Instruções para autores:

Clique aqui para acessar todas as diretrizes de publicação de artigos científicos na revista.

Normas de Submissão:

1. A Revista Cognitio Juris recebe artigos de caráter científico em todos os ramos das Ciências Jurídicas, além das Ciências Humanas, Sociais Aplicadas, Linguística, Letras, Artes e da Terra.
2. Somente serão aceitos artigos inéditos.
3. O artigo deverá ter um mínimo de 10 (dez) páginas, escrito em qualquer idioma, em fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 para o texto e 1,0 para citações recuadas, e ser enviado em qualquer dos seguintes formatos: “.doc”, “.docx” ou “.odt” (Não é aceito arquivo no formato .PDF).
4. O artigo deverá conter apenas texto; não deve, por conseguinte, apresentar imagens. Caso o artigo seja enviado com alguma imagem, e caso seja aprovado, o artigo será publicado sem a(s) imagem(ns).
5. O artigo de autoria múltipla deverá ser enviado com os dados (nome completo; país de origem; e-mail; currículo abreviado) sobre cada um dos autores. 
6. O artigo deverá apresentar a seguinte estrutura:
I Título;
II Autor(es), com currículo resumido em nota de rodapé;
III Resumo de até 500 palavras;
IV Palavras-chave (de 3 a 5 palavras-chave);
V Tradução do resumo (abstract) e das palavras-chave (keywords) para o idioma inglês;
VI Texto do artigo;
VII Referências bibliográficas (no final do texto e em ordem alfabética).
7. O(s) autor(es) não receberá qualquer remuneração pela cessão e publicação do(s) artigo(s).

Avaliação e Revisão dos Artigos – double-blind peer review (duplo cego):

Os artigos serão avaliados em duas etapas: Na primeira etapa, os artigos serão meticulosamente avaliados pelo editor da revista, que observará se todas as exigências técnicas de submissão, quanto a forma do artigo, foram observados pelo(s) autor(es).
Se for aprovado, o artigo será submetido à segunda etapa da avaliação, que será a análise científica em revisão por pares anônima, pelos Membros do Conselho Científico e Editorial, do texto do artigo que também estará anônimo, ou seja inidentificado (sem qualquer tipo de identificação da autoria do artigo).
A aprovação ou reprovação do artigo caberá exclusivamente aos avaliadores. Ressalte-se que no processo de avaliação, a Cognitio Juris emprega a metodologia double-blind peer review (duplo cego), ou seja, durante todo o processo editorial, as identificações dos membros avaliadores e também dos autores dos artigos são mantidas em sigilo.

Detecção de Plágio:

A Revista Cognitio Juris examina os artigos submetidos com instrumentos apropriados, para verificar a existência de plágio e/ou utilização de inteligência artificial na elaboração do texto; além disso, rotineiramente também verificamos os artigos que já foram publicados. Caso seja detectado qualquer tipo de plágio, a página do artigo é imediatamente retirada do site da revista.
Em casos de plágio, a revista irá colaborar com os titulares detentores dos direitos do texto original para que medidas judiciais sejam aplicadas ao(s) plagiador(es).

Idexação da Cognitio Juris:

Centro Brasileiro do ISSN (CBISSN) – Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT:
ISSN 2236-3009;

Portal de Periódicos da CAPES – Brasil;

Bibliothekssystem der Justus-Liebig-Universität Giessen – Regensburg, Alemanha;

Bibliothekssystem Universität Hamburg, Alemanha;

Directorio de Publicaciones científicas españolas e hispanoamericanas – Universidad de La Rioja – Fundación Dialnet;

eBibliothek E-Zeitschriften – Rheinischen Friedrich-Wilhelms-Universität Bonn, Alemanha;

EZB – Elektronische Zeitschriftenbibliothek – Electronic Journals Library

Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal;

MIGUILIM | IBICT – Diretório das revistas científicas eletrônicas brasileiras

Staatsbibliothek zu Berlin;

The Social Science Research Center Berlin – The WZB Wissenschaftszentrum Berlin für Sozialforschung;

Universitätsbibliothek Clausthal – Technischen Universität Clausthal.

Política de Licenciamento da Revista:

A Cognitio Juris utiliza a licença CC BY-SA 4.0, esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam crédito e licenciem suas novas criações sob os mesmos termos. Assim sendo, todos os artigos publicados são de acesso totalmente livre e imediato, e qualquer usuário pode livremente ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou vincular os textos completos dos artigos; bem como rastreia-los para indexação, serem utilizados como dados para software ou usados para qualquer outro propósito legal, para tanto, deve ser dado o crédito apropriado, nos termos da licença CC BY-SA 4.0.

Direitos Autorais:

Ao enviar artigo(s) à Revista Cognitio Juris, o(s) autor(es) declara(m) ser(em) titular(es) dos direitos autorais do(s) artigo(s) submetido(s) à publicação, de acordo com a Lei nº 9.610/98. Os autores continuam com todos os direitos integrais sobre seus respectivos textos; concordam em publicar sob os termos da Política de Licenciamento da Revista Cognitio Juris (CC BY-SA 4.0); e autoriza(m) que o(s) referido(s) artigo(s) seja(m) publicado(s) de forma gratuita (sem ônus) pela Revista Cognitio Juris, em qualquer meio e forma, sem qualquer limitação quanto ao prazo de disponibilização ou qualquer outra.

A Revista Cognitio Juris fica autorizada, também, a modificar e adequar o texto do(s) artigo(s) a seus formatos de publicação e, caso necessário, efetuar alterações de caráter ortográfico, normativo e gramatical, para garantir o respeito da norma culta da língua.

O(s) autor(es) respondem exclusivamente por qualquer reclamação relacionada ao direito autoral do(s) artigo(s) submetido(s) à Revista Cognitio Juris.

Responsabilidade:

O conteúdo do(s) artigo(s) publicados na Revista Científica Cognitio Juris, inclusive quanto a veridicidade, atualização e precisão dos subsídios e artifícios, é de única e exclusiva responsabilidade do(s) autor(es).

A Revista Cognitio Juris não se responsabiliza pelos ideários, conceitos, apreciações, julgamentos, opiniões e considerações lançados nos textos dos artigos. Os textos são de inteira e exclusiva responsabilidade de seus autores.

Gerenciamento de Conflitos de Interesse e Transgressões Éticas:

O editor e os coordenadores do Conselho Científico e Editorial implementarão estratégias fundamentais para identificar e evitar a publicação de trabalhos que contenham condutas impróprias na pesquisa ou violações de normas éticas. Essas violações incluem, mas não se limitam a, plágio, manipulação de referências bibliográficas, falsificação de dados, ausência de autorizações necessárias e discriminação.

Todas as questões ou acusações reportadas ao editor, aos coordenadores do conselho e aos revisores serão direcionadas ao Conselho Editorial, responsável por decidir sobre as ações apropriadas e necessárias.

A revista Scientia et Ratio segue estritamente as diretrizes e recomendações do Comitê de Ética em Publicações (COPE). Revisões periódicas são efetuadas para manter a revista atualizada com os mais recentes debates e normativas éticas. Deste modo, a revista Scientia et Ratio se compromete a implementar as resoluções e diretrizes propostas pelo COPE à medida que estas evoluem.

Gestão de Conflitos de Interesse:

A integridade do processo de revisão por pares e a autenticidade dos artigos publicados são parcialmente sustentadas pela gestão eficaz de possíveis conflitos de interesse durante as fases de escrita, avaliação por pares e decisão editorial.

Tais conflitos podem emergir quando os autores, revisores ou editores têm interesses que, sejam evidentes ou ocultos, podem afetar a redação ou avaliação dos manuscritos. Esses interesses podem ser de ordem pessoal, comercial, política, acadêmica ou financeira.

É dever dos autores, ao submeterem seus trabalhos, identificar e declarar quaisquer conflitos de interesse, sejam financeiros ou de outra natureza, que possam ter afetado suas pesquisas. Eles devem detalhar no documento qualquer suporte financeiro recebido e outras conexões financeiras ou pessoais pertinentes ao estudo. Os revisores, por sua vez, devem informar aos editores sobre qualquer conflito de interesse que possa influenciar sua avaliação do manuscrito e, se necessário, recusar-se a realizar a revisão.

Caso haja incerteza sobre o que configura um conflito de interesse potencial, os autores são encorajados a procurar orientação do Editor da Revista Scientia et Ratio. A avaliação dos manuscritos é realizada de maneira confidencial e imparcial por revisores selecionados, assegurando a objetividade no processo de avaliação.

Publicidade na Revista Cognitio Juris:

A Revista Jurídica Cognitio Juris é um periódico distribuído eletronicamente cujo acesso é totalmente gratuito. A Revista não tem fins lucrativos, mas precisa de ajuda financeira para manter a estrutura do site ativa, de tal maneira disponibiliza espaços publicitários em suas páginas para a Empresa Google, que exibirá publicidades exclusivamente vinculados ao comportamento do leitor.


Cognitio Juris – ISSN 2236-3009
Periódico Científico Jurídico.
Edição e Publicação: Editora Norat – CNPJ 34.158.837/0001-85
Localidade: Av. São Gonçalo, s/n, Manaíra – João Pessoa – Paraíba – Brasil
Editor Responsável: Markus Samuel Leite Norat
Periodicidade Semestral (publicada nos meses: junho e dezembro).
Direito – Periódico Científico
CDU 34
Revista Cognitio Juris – Revista Científica
URL: https://cognitiojuris.com.br